Home / 4G LTE / O que é interferência entre células em LTE?

O que é interferência entre células em LTE?

A interferência entre células (ICI) é um desafio significativo nas redes LTE (Long-Term Evolution), impactando a qualidade da comunicação sem fio entre usuários e estações base. As redes LTE consistem em múltiplas células, cada uma servida por uma estação base, e a interferência entre células ocorre quando os sinais das células vizinhas interferem entre si. Essa interferência pode degradar o desempenho da rede, afetando as taxas de dados, a confiabilidade e a experiência geral do usuário.

Causas de interferência entre células:

1. Reutilização de frequência:

As redes LTE frequentemente utilizam padrões de reutilização de frequência, onde os mesmos recursos de frequência são alocados para múltiplas células. Embora isso maximize a eficiência espectral, também aumenta a probabilidade de interferência entre células operando na mesma frequência ou em frequências adjacentes.

2. Áreas de cobertura sobrepostas:

As células nas redes LTE são projetadas para fornecer cobertura contínua em uma área geográfica. Contudo, em áreas onde as células se sobrepõem, os usuários podem sofrer interferência de sinais provenientes de mais de uma célula.

3. Alta densidade de usuários:

Em áreas densamente povoadas e com alta concentração de usuários, a probabilidade de interferência entre células aumenta. Vários usuários comunicando-se simultaneamente em células adjacentes podem causar interferências, afetando a confiabilidade da transmissão de dados.

Tipos de interferência intercelular:

1. Interferência de downlink:

A interferência no downlink ocorre quando os sinais da célula servidora interferem nos sinais das células vizinhas. Isto pode acontecer quando os usuários em células adjacentes recebem sinais de múltiplas estações base, levando à degradação do sinal.

2. Interferência de uplink:

A interferência de uplink ocorre quando os sinais dos usuários em uma célula interferem nos sinais das células vizinhas. Isto pode acontecer quando vários usuários transmitem simultaneamente e seus sinais são recebidos por múltiplas estações base.

Técnicas de mitigação:

1. Coordenação de interferência intercelular (ICIC):

ICIC envolve a coordenação do uso de recursos de frequência entre células vizinhas para minimizar a interferência. Esta coordenação pode incluir o ajuste dos níveis de potência, a atribuição de diferentes bandas de frequência ou o emprego de técnicas avançadas de gestão de interferências.

2. Subquadros quase vazios (ABS):

ABS é uma técnica em que determinados chassis auxiliares são intencionalmente deixados em branco ou têm níveis de potência reduzidos para minimizar a interferência. Essa abordagem é comumente usada em implantações LTE TDD (Time Division Duplex).

3. Técnicas de formação de feixe e antena:

Tecnologias avançadas de antenas, como beamforming, podem ser empregadas para focar a transmissão e recepção de sinais em direções específicas. Isso ajuda a reduzir o impacto da interferência das células vizinhas.

Impacto no desempenho da rede:

1. Redução da taxa de dados:

A interferência entre células pode levar à redução das taxas de dados, pois os sinais podem ser corrompidos ou enfraquecidos, afetando a capacidade de transmissão de dados em altas velocidades.

2. Quedas e desconexões de chamadas:

Os usuários em áreas com interferência significativa entre células podem sofrer quedas ou desconexões de chamadas devido à degradação da qualidade do link de comunicação.

Conclusão:

Em resumo, a interferência entre células é uma consideração crítica nas redes LTE, especialmente em ambientes urbanos densamente povoados. Técnicas de mitigação, como coordenação de interferência entre células (ICIC), subquadros quase vazios e tecnologias avançadas de antena, são essenciais para otimizar o desempenho da rede e garantir uma experiência de comunicação sem fio confiável e eficiente para os usuários.

Recent Updates