Home / 4G LTE / Como o LTE mitiga a interferência de células adjacentes?

Como o LTE mitiga a interferência de células adjacentes?

O LTE mitiga a interferência de células adjacentes por meio da reutilização de frequência, subportadoras ortogonais usando OFDMA, seleção de células e mecanismos de transferência, design avançado de receptor, controle de potência, estratégias para evitar interferência e algoritmos de gerenciamento de interferência, todos visando otimizar a qualidade do sinal, minimizar a interferência e garantir eficiência. comunicação.

Como o LTE mitiga a interferência de células adjacentes?

LTE (Long-Term Evolution) é uma tecnologia de comunicação sem fio que emprega diversas técnicas para mitigar a interferência de células adjacentes.

Reutilização de frequência:

Subdivisão em bandas de frequência: As redes LTE dividem o espectro de frequência disponível em múltiplas bandas de frequência. Cada célula recebe um conjunto específico de frequências dessas bandas.

Padrão de grade celular: as células são organizadas em um padrão semelhante a uma grade. Células adjacentes reutilizam frequências com um determinado deslocamento. Por exemplo, uma célula e suas células vizinhas podem usar frequências com um fator de reutilização de frequência de 1/3, 1/4 ou outros valores.

Acesso múltiplo por divisão de frequência ortogonal (OFDMA):

Divisão de Frequência: OFDMA divide a banda de frequência disponível em subportadoras menores.

Subportadoras Ortogonais: Essas subportadoras são ortogonais entre si, o que significa que não interferem umas nas outras. Isto minimiza a interferência dentro da mesma célula e de células adjacentes.

Seleção e transferência de células:

Monitoramento de interferência: As estações base LTE monitoram constantemente os níveis de interferência das células vizinhas.

Mecanismos de transferência: quando um dispositivo móvel se move de uma célula para outra, a rede inicia um processo de transferência. Isso garante que o dispositivo móvel se conecte à célula com o sinal mais forte e minimize a interferência de células distantes.

Técnicas de cancelamento de interferência:

Design avançado de receptor: Os dispositivos LTE são equipados com receptores avançados que podem cancelar a interferência de células adjacentes usando técnicas como combinação de rejeição de interferência (IRC).

Beamforming: As estações base LTE podem usar beamforming para focar o sinal em uma direção específica, reduzindo a interferência em direções indesejadas.

Controle de energia:

Níveis de potência adaptativos: as estações base LTE ajustam a potência de transmissão com base na intensidade do sinal recebido pelo dispositivo móvel. Isso ajuda a minimizar a interferência, reduzindo a energia quando não é necessária.

Evitar interferências:

Reutilização de frequência fracionada: Em alguns casos, as redes LTE utilizam reutilização de frequência fracionada, onde certas frequências são reservadas exclusivamente para áreas ou usuários específicos, reduzindo ainda mais a interferência.

Algoritmos de gerenciamento de interferência:

Coordenação de interferências: Em implantações de redes mais complexas, as redes LTE podem empregar algoritmos de gerenciamento de interferências que alocam recursos dinamicamente e gerenciam interferências em tempo real.

O LTE mitiga a interferência de células adjacentes por meio de planejamento cuidadoso de frequência, uso de subportadoras ortogonais, seleção de células e mecanismos de transferência, design avançado de receptor, controle de potência, estratégias para evitar interferência e algoritmos de gerenciamento de interferência. Essas técnicas garantem coletivamente que as redes LTE forneçam comunicação eficiente e livre de interferências para os usuários.

Recent Updates