Home / 4G LTE / Qual é o papel do MME no 4G?

Qual é o papel do MME no 4G?

Entidade de Gestão de Mobilidade (MME) em 4G LTE:

A Entidade de Gestão de Mobilidade (MME) é um componente crítico dentro da arquitetura de rede 4G Long-Term Evolution (LTE), principalmente responsável por gerenciar a mobilidade do Equipamento do Usuário (UE) à medida que ele se move através de diferentes células e áreas de rastreamento. O MME desempenha um papel fundamental na garantia de conectividade contínua, transferências eficientes e gerenciamento geral da mobilidade dos UEs dentro da rede LTE. Vamos nos aprofundar no papel detalhado e nas funcionalidades do MME em 4G LTE:

1. Gestão de mobilidade:

A principal responsabilidade do MME é gerenciar a mobilidade dos UEs dentro da rede LTE. Isto inclui rastrear a localização dos UEs, lidar com transferências entre diferentes células e rastrear áreas e garantir conectividade contínua e ininterrupta à medida que os UEs se movem dentro da rede.

2. Procedimentos de anexar e desconectar UE:

Quando um UE se liga inicialmente à rede LTE ou se desliga ao sair da rede, o MME está envolvido no início e na coordenação destes procedimentos. O MME autentica e autoriza o UE, estabelecendo a conexão inicial e fornecendo o contexto necessário para a comunicação posterior.

3. Atualização da área de rastreamento:

A rede LTE é dividida em áreas de rastreamento, cada uma composta por múltiplas células. À medida que um UE se move de uma área de rastreamento para outra, ele inicia uma atualização da área de rastreamento. O MME gerencia esse processo, garantindo que a rede esteja ciente da nova localização do UE.

4. Gerenciamento de transferência:

Uma das funções críticas do MME é gerenciar handovers, que envolvem a transferência de uma sessão de comunicação contínua de uma célula para outra. O MME coordena-se com os eNodeBs de origem e de destino (NóB evoluído) para garantir uma transferência suave e contínua, minimizando interrupções na comunicação do UE.

5. Funções de segurança:

O MME é responsável por fazer cumprir os mecanismos de segurança na rede LTE. Garante a autenticação e proteção da integridade das mensagens de sinalização, salvaguardando a comunicação entre o UE e a rede LTE.

6. Atualização de paginação e localização:

Quando há dados recebidos ou uma chamada para um UE em estado inativo, a MME inicia procedimentos de paging para localizar e notificar o UE. O MME gerencia atualizações de localização para acompanhar a localização atual do UE e rotear com eficiência as solicitações recebidas.

7. Suporte para serviços de emergência:

Em cenários de emergência, o MME desempenha um papel crucial no apoio aos serviços de emergência. Garante o acesso prioritário para chamadas de emergência e facilita o encaminhamento das comunicações de emergência para as entidades competentes.

8. Gerenciamento de roaming:

Para os UE que estão em roaming numa rede diferente da sua rede doméstica, o MME está envolvido na coordenação e gestão dos procedimentos de roaming. Isto inclui processos de autenticação e autorização para garantir a continuidade contínua do serviço.

9. Controle de acesso à rede:

O MME impõe políticas de controle de acesso para gerenciar a admissão de UEs na rede LTE. Ele verifica a autorização e as credenciais dos UEs durante o procedimento de anexação, determinando se o UE tem permissão para acessar a rede.

10. Suporte para serviços comutados por circuito:

Embora o LTE seja projetado principalmente para serviços de comutação de pacotes, o MME suporta a integração de serviços de comutação de circuitos através do uso de mecanismos de Fallback de comutação de circuito (CSFB) e continuidade de chamada de voz de rádio único (SRVCC).

11. Suporte para Qualidade de Serviço (QoS):

O MME está envolvido no estabelecimento e manutenção da Qualidade de Serviço (QoS) para conexões UE. Garante que os parâmetros de QoS necessários sejam configurados e mantidos, contribuindo para uma experiência de usuário otimizada.

12. Interface com outros elementos de rede:

O MME faz interface com vários elementos da arquitetura de rede LTE, incluindo o Serving Gateway (SGW), o Packet Data Network Gateway (PGW) e o Home Subscriber Server (HSS). Estas interfaces facilitam a troca de informações de sinalização e controle para garantir comunicação e gerenciamento eficazes dos UEs.

13. Conclusão:

Concluindo, a Entidade Gestora da Mobilidade (MME) é um elemento central e indispensável na rede 4G LTE. O seu papel abrange a gestão da mobilidade, a coordenação da transferência, a aplicação da segurança, o controlo do acesso à rede e o suporte para vários serviços e funcionalidades que contribuem colectivamente para o funcionamento contínuo e eficiente das redes LTE. As responsabilidades do MME são vitais para garantir que os UEs experimentem conectividade ininterrupta e ótima qualidade de serviço à medida que se movem dentro da área de cobertura LTE.

Recent Updates