Home / 4G LTE / Quais são os diferentes tipos de canais em LTE?

Quais são os diferentes tipos de canais em LTE?

Quais são os diferentes tipos de canais em LTE?

No Long-Term Evolution (LTE), que é um padrão para comunicação de banda larga sem fio, vários tipos de canais desempenham papéis cruciais na transmissão de dados e no controle de informações de forma eficiente. Esses canais são organizados em diferentes categorias para garantir o bom funcionamento das redes LTE.

1. Canais físicos:

Os canais físicos são as frequências de rádio reais e os intervalos de tempo usados ​​para transmitir dados e controlar informações pelo ar. Eles constituem a base da comunicação LTE. Aqui estão os principais canais físicos em LTE:

  • Canal Compartilhado de Downlink Físico (PDSCH): PDSCH é usado para transmissão de dados de downlink da estação base (eNodeB) para o equipamento do usuário (UE). Ele transporta dados do usuário e é um canal essencial para fornecer serviços de dados de alta velocidade.
  • Canal Compartilhado de Uplink Físico (PUSCH): PUSCH é a contrapartida do PDSCH para transmissão de dados de uplink. Ele transporta dados do UE para o eNodeB. O PUSCH é crucial para permitir a comunicação bidirecional.
  • Canal de Controle de Downlink Físico (PDCCH): O PDCCH transporta informações de controle para comunicação de downlink. É responsável por transmitir informações de alocação de recursos, programar transmissões de dados e outros sinais de controle.
  • Canal de controle de uplink físico (PUCCH): PUCCH é o equivalente de uplink do PDCCH. Ele transporta informações de controle do UE para o eNodeB, incluindo relatórios de qualidade de canal, confirmações (ACK/NACK) e solicitações de agendamento.
  • Canal de Transmissão Física (PBCH): O PBCH é responsável por transmitir informações essenciais do sistema para todos os UEs na célula. Ajuda os UEs a sincronizarem-se com a rede e a acederem aos principais parâmetros da rede.

2. Canais Lógicos:

Canais lógicos são abstrações usadas para categorizar as informações transmitidas pelos canais físicos. Eles servem a vários propósitos na comunicação LTE. Aqui estão os principais tipos de canais lógicos:

  • Canal de Controle de Transmissão (BCCH): o BCCH transporta informações do sistema que são transmitidas continuamente para os UEs. Essas informações incluem identidade celular, informações de PLMN (rede móvel terrestre pública) e parâmetros do sistema.
  • Canal de controle comum (CCCH): CCCH inclui dois subtipos:
    • Canal de acesso aleatório (RACH): os UEs usam RACH para solicitar acesso à rede e iniciar o procedimento de configuração da conexão.
    • Canal de paginação (PCCH): o PCCH é usado pela rede para alertar os UEs sobre chamadas ou mensagens recebidas.
  • Canal de Controle Dedicado (DCCH): DCCH é usado para sinalização de controle dedicado entre a rede e um UE específico. Ele carrega mensagens relacionadas à configuração de chamadas, transferências e outras funções de controle dedicadas.
  • Canal de Tráfego Dedicado (DTCH): O DTCH transporta dados do usuário entre a rede e um UE específico assim que uma conexão é estabelecida. É usado para comunicação de voz e dados.

3. Canais de transporte:

Os canais de transporte fornecem os meios para transportar dados entre diferentes elementos da rede e são essenciais para uma transferência eficiente de dados em LTE. Eles podem ser categorizados da seguinte forma:

  • Canais de transporte de downlink:
    • Canal Compartilhado de Downlink (DL-SCH): DL-SCH é usado para transportar dados do usuário do eNodeB para o UE. É multiplexado com PDSCH.
    • Canal de controle de downlink (DL-CCCH): DL-CCCH transporta informações de controle no downlink, incluindo mensagens RRC (Radio Resource Control) para configuração e liberação da conexão.
  • Canais de transporte de uplink:
    • Canal compartilhado de uplink (UL-SCH): UL-SCH transporta dados do usuário do UE para o eNodeB. É multiplexado com PUSCH.
    • Canal de controle de uplink (UL-CCCH): UL-CCCH transporta informações de controle no uplink, incluindo mensagens RRC iniciadas pelo UE.

4. Canais de informação de controle:

Os canais de informação de controle são responsáveis ​​por transmitir mensagens de controle críticas entre a rede e os UEs. Eles desempenham um papel vital no gerenciamento de rede e na alocação de recursos:

  • Master Information Block (MIB): O MIB é transmitido no PBCH e contém informações essenciais do sistema que permitem que os UEs sincronizem inicialmente com a rede.
  • Bloco de informações do sistema (SIB): os SIBs são transmitidos no PDSCH e fornecem informações detalhadas do sistema, como parâmetros de nova seleção de células, informações de células vizinhas e muito mais.
  • Configuração da conexão RRC (RRCConnectionSetup): Este canal faz parte do DL-CCCH e é usado para estabelecer uma conexão RRC entre o UE e a rede.
  • Reconfiguração de conexão RRC (RRCConnectionReconfiguration): Este canal, também parte do DL-CCCH, é usado para modificar os parâmetros de conexão RRC durante uma conexão ativa.

5. Canais de sincronização:

Os canais de sincronização são essenciais para garantir que os UEs possam sincronizar o seu tempo e frequência com o eNodeB. Dois principais canais de sincronização em LTE são:

  • Sinal de sincronização primário (PSS): o PSS é usado para ajudar os UEs a sincronizar sua frequência com o eNodeB. Ele auxilia na busca e identificação inicial de células.
  • Sinal de Sincronização Secundária (SSS): o SSS é usado em conjunto com o PSS para ajudar os UEs a identificar a identidade da célula física e concluir o processo de sincronização.

6. Canais de medição:

Os canais de medição são usados ​​para coletar informações sobre células vizinhas e qualidade do sinal, o que é crucial para a seleção de células e decisões de transferência:

  • Sinal de Referência (RS): RS é transmitido tanto no downlink quanto no uplink e é usado pelos UEs para medir a qualidade do sinal recebido. Auxilia na seleção de células, transferência e formação de feixe.

Estes são os principais tipos de canais em LTE, cada um servindo a um propósito específico ao permitir uma comunicação eficiente entre a rede e o equipamento do usuário. Compreender esses canais é essencial para projetar, implantar e otimizar redes LTE para fornecer serviços de comunicação sem fio confiáveis ​​e de alta velocidade.

Recent Updates