Home / 5G / Quais são os cinco principais recursos do núcleo 5G?

Quais são os cinco principais recursos do núcleo 5G?

Quais são os cinco principais recursos do núcleo 5G?

Os cinco principais recursos do núcleo 5G são fatiamento de rede, arquitetura baseada em serviços, baixa latência, computação de ponta e segurança aprimorada. O fatiamento de rede permite redes virtuais personalizadas, a arquitetura baseada em serviços oferece flexibilidade, a baixa latência oferece suporte a aplicativos em tempo real, a computação de ponta reduz a latência e a segurança aprimorada aborda os crescentes desafios de conectividade.

As redes principais 5G possuem vários recursos importantes que as distinguem de seus antecessores. Esses recursos são cruciais para permitir os serviços de conectividade diversificados, de alta velocidade e baixa latência que o 5G promete.

Aqui estão os cinco principais recursos do núcleo 5G:

  1. Fatiamento de rede: um dos avanços mais significativos nas redes principais 5G é o conceito de fatiamento de rede. O fatiamento de rede permite que a rede seja dividida em várias redes virtuais ou “fatias”, cada uma adaptada para casos de uso específicos, como banda larga móvel aprimorada (eMBB), comunicação massiva do tipo máquina (mMTC) e comunicação ultraconfiável de baixa latência ( URLLC). Cada fatia é configurada para fornecer a qualidade de serviço (QoS) e os recursos necessários, garantindo que diferentes aplicativos obtenham o desempenho necessário enquanto compartilham a mesma infraestrutura física.
  2. Arquitetura Baseada em Serviços (SBA): As redes principais 5G são construídas sobre uma arquitetura baseada em serviços, que é mais modular e flexível em comparação com as arquiteturas tradicionais e monolíticas das gerações anteriores. No SBA, as funções de rede são decompostas em serviços menores e discretos que podem ser implantados e dimensionados de forma independente. Isto facilita a introdução de novos serviços e funcionalidades, reduz a latência da rede e melhora a eficiência geral da rede.
  3. Baixa latência: as redes principais 5G são projetadas para oferecer latência significativamente menor em comparação com 4G LTE. Essa baixa latência é crucial para aplicações como veículos autônomos, cirurgia remota e realidade aumentada/virtual, onde a comunicação em tempo real e a rápida transferência de dados são essenciais. O 5G visa atingir latência ultrabaixa, muitas vezes na faixa de menos de um milissegundo, para dar suporte a esses casos de uso exigentes.
  4. Edge Computing: as redes centrais 5G aproveitam os recursos de edge computing, o que significa que os recursos de computação são implantados mais perto dos usuários finais ou dispositivos na borda da rede. Isso reduz a latência ao processar dados e executar aplicativos mais perto de onde são necessários. A computação de borda é fundamental para aplicativos que exigem processamento de dados em tempo real, como dispositivos IoT e aplicativos de realidade aumentada.
  5. Segurança aprimorada: A segurança é uma preocupação primordial nas redes principais 5G. Com o número crescente de dispositivos conectados e aplicações críticas, as redes 5G incorporam medidas de segurança reforçadas. Isso inclui recursos como isolamento de fatiamento de rede, métodos de autenticação fortes e criptografia de dados em trânsito. A arquitetura foi projetada para ser mais resistente a ataques e violações.

Em resumo, os cinco principais recursos das redes principais 5G são fatiamento de rede, arquitetura baseada em serviços, baixa latência, computação de ponta e segurança aprimorada. Esses recursos permitem coletivamente que o 5G suporte uma ampla gama de aplicações e serviços com alto desempenho, confiabilidade e flexibilidade.

Recent Updates