Quais padrões de frequência o 5G usa?

No 5G, várias bandas de frequência são utilizadas para acomodar os diversos requisitos de diferentes casos de uso, aplicações e cenários de implantação. O padrão 5G especifica faixas de frequência nas bandas Sub-6 GHz e ondas milimétricas (mmWave). Aqui estão explicações detalhadas dos padrões de frequência usados ​​no 5G:

Faixas de frequência sub-6 GHz:

  1. Banda baixa (sub-1 GHz):
    • Faixa de frequência: abaixo de 1 GHz.
    • Características: As frequências de banda baixa proporcionam ampla cobertura e melhor penetração através de obstáculos. Eles são adequados para estender a cobertura 5G às áreas rurais e aumentar a penetração em ambientes fechados.
  2. Banda média (1 GHz – 6 GHz):
    • Faixa de frequência: 1 GHz a 6 GHz.
    • Características: As frequências de banda média oferecem um equilíbrio entre cobertura e capacidade. Eles fornecem taxas de dados melhores em comparação com frequências de banda baixa e são adequados para implantações urbanas e suburbanas.
  3. Bandas sub-6 GHz:
    • Exemplos: bandas como 2,4 GHz, 3,5 GHz (banda média comum) e 4,9 GHz.
    • Casos de uso: as bandas abaixo de 6 GHz são usadas para uma ampla gama de casos de uso, incluindo banda larga móvel aprimorada (eMBB), comunicações massivas do tipo máquina (mMTC) e alguns aspectos de ultra -comunicações confiáveis ​​de baixa latência (URLLC).

Faixas de frequência de ondas milimétricas (mmWave):

  1. Banda alta (24 GHz – 100 GHz):
    • Faixa de frequência: 24 GHz a 100 GHz.
    • Características: frequências mmWave oferecem altas taxas de dados, mas têm cobertura limitada e são suscetíveis ao bloqueio do sinal por obstáculos. Eles são adequados para áreas urbanas densas e casos de uso específicos com requisitos de alta taxa de dados.
  2. Bandas mmWave:
    • Exemplos: bandas como 28 GHz, 39 GHz e 60 GHz.
    • Casos de uso: as bandas mmWave são usadas principalmente para fornecer taxas de dados ultrarrápidas em ambientes urbanos densamente povoados. Eles fazem parte da estratégia 5G para fornecer serviços aprimorados de banda larga móvel com velocidades de vários gigabits.

Faixas de frequência e casos de uso:

  1. Banda larga móvel aprimorada (eMBB):
    • Bandas de frequência: Ambas as bandas Sub-6 GHz e mmWave são utilizadas para eMBB para fornecer altas taxas de dados e maior capacidade de rede. mmWave é especialmente crucial para fornecer experiências de banda larga ultrarrápida em áreas urbanas densas.
  2. Comunicações ultraconfiáveis ​​de baixa latência (URLLC):
    • Bandas de frequência: URLLC pode operar em bandas Sub-6 GHz e mmWave. A escolha depende dos requisitos específicos de latência e confiabilidade do caso de uso.
  3. Comunicações massivas do tipo máquina (mMTC):
    • Bandas de frequência: bandas abaixo de 6 GHz são frequentemente usadas para mMTC para fornecer cobertura ampla e suportar um grande número de dispositivos conectados.
  4. Acesso sem fio fixo (FWA):
    • Bandas de frequência: bandas abaixo de 6 GHz são comumente usadas para implantações de acesso fixo sem fio para fornecer serviços de Internet de alta velocidade para residências e empresas.

Alocação de espectro e harmonização global:

  1. Órgãos Reguladores:
    • UIT: A União Internacional de Telecomunicações (UIT) desempenha um papel na coordenação dos esforços globais de atribuição e harmonização do espectro.
  2. Alocações regionais:
    • Planos de frequência: diferentes regiões podem ter planos específicos de alocação de frequência, mas há uma tendência à harmonização global para facilitar o roaming internacional e a interoperabilidade de dispositivos.
  3. Compartilhamento dinâmico de espectro:
    • Flexibilidade: as redes 5G são projetadas para compartilhar dinamicamente os recursos do espectro, otimizando o uso das bandas de frequência disponíveis com base na demanda e nas condições da rede.
  4. Espectro compartilhado com 4G LTE:
    • Coexistência: 5G pode coexistir com redes 4G LTE, utilizando bandas de frequência compartilhadas. Isso permite uma transição tranquila e compatibilidade com versões anteriores para usuários e operadores.

Em resumo, o 5G utiliza uma combinação de bandas de frequência Sub-6 GHz e ondas mm para atender a uma ampla gama de casos de uso, desde banda larga móvel aprimorada até comunicações ultraconfiáveis ​​de baixa latência e comunicações massivas do tipo máquina. A atribuição de faixas de frequências está sujeita a esforços de coordenação globais e regionais para garantir uma utilização harmonizada e eficiente dos recursos do espectro no ecossistema 5G.

Recent Updates

Related Posts