O que é segurança de mensagens de dados?

A segurança das mensagens de dados refere-se à proteção das mensagens durante a sua transmissão através de redes ou canais de comunicação. Envolve proteger o conteúdo das mensagens para garantir confidencialidade, integridade, autenticidade e, às vezes, não repúdio. A confidencialidade garante que apenas as partes autorizadas possam aceder e ler a mensagem, normalmente conseguida através de técnicas de encriptação que embaralham o conteúdo da mensagem num formato ilegível para utilizadores não autorizados.

A integridade garante que a mensagem permaneça inalterada e inalterada durante a transmissão, verificada através de métodos como somas de verificação ou assinaturas digitais. A autenticidade garante que o remetente e o destinatário da mensagem são quem afirmam ser, muitas vezes verificado através de certificados digitais ou protocolos de autenticação. O não repúdio impede que o remetente negue o envio da mensagem, muitas vezes conseguido através de assinaturas digitais ou trilhas de auditoria que fornecem prova da origem e entrega da mensagem.

Segurança de mensagens e segurança de dados são dois conceitos relacionados, mas distintos, em segurança cibernética. A segurança de mensagens concentra-se especificamente em proteger o conteúdo de mensagens individuais durante a sua transmissão através de canais ou redes de comunicação. Envolve proteger as mensagens contra interceptação, espionagem, adulteração e acesso não autorizado.

Técnicas como criptografia, assinaturas digitais e protocolos de comunicação seguros são utilizadas para garantir a confidencialidade, integridade, autenticidade e não repúdio das mensagens durante a transmissão. A segurança das mensagens visa salvaguardar a privacidade e a confiabilidade da comunicação entre as partes, garantindo que as informações confidenciais permaneçam protegidas contra divulgação ou modificação não autorizada.

A segurança dos dados, por outro lado, abrange medidas e estratégias mais amplas destinadas a proteger os dados ao longo do seu ciclo de vida, incluindo armazenamento, processamento e transmissão. Ao contrário da segurança de mensagens, que se concentra especificamente na proteção de mensagens durante a transmissão, a segurança de dados aborda a proteção de dados em diversas formas (como arquivos, bancos de dados e registros) contra acesso não autorizado, roubo, perda ou corrupção. As medidas de segurança de dados incluem controles de acesso, criptografia, procedimentos de backup e recuperação, mascaramento de dados e políticas e protocolos de segurança. O objetivo da segurança de dados é proteger dados confidenciais e ativos de informação contra ameaças internas e externas, garantindo confidencialidade, integridade e disponibilidade em diferentes estágios de processamento e armazenamento de dados.

Existem três tipos principais de medidas de segurança de dados que as organizações normalmente implementam para proteger informações confidenciais:

  1. Segurança Física: Os controles de segurança física concentram-se na proteção do acesso físico a instalações de armazenamento de dados, servidores e dispositivos de computação. Isto inclui medidas como controlos seguros de acesso às instalações (por exemplo, autenticação biométrica, cartões de acesso), sistemas de vigilância, mecanismos de bloqueio e controlos ambientais (por exemplo, sistemas de supressão de incêndios, controlos de temperatura). As medidas de segurança física são cruciais para prevenir o acesso físico não autorizado, roubo ou danos aos equipamentos e infraestrutura de armazenamento de dados.
  2. Segurança Técnica: As medidas técnicas de segurança envolvem o uso de soluções tecnológicas e de software para proteger os dados contra acesso não autorizado, interceptação e exploração. Isto inclui técnicas de encriptação para codificar dados em formatos ilegíveis que só podem ser decifrados por partes autorizadas com chaves de desencriptação. Controles de acesso, como mecanismos de autenticação (por exemplo, senhas, biometria), controles de acesso baseados em funções (RBAC) e autenticação multifator (MFA), são usados ​​para restringir o acesso a dados confidenciais com base nas funções e permissões do usuário. Medidas de segurança de rede, incluindo firewalls, sistemas de detecção e prevenção de intrusões (IDPS) e protocolos de comunicação seguros (por exemplo, SSL/TLS), ajudam a proteger os dados durante a transmissão através de redes e canais de comunicação.
  3. Segurança Administrativa: Os controles de segurança administrativa abrangem políticas, procedimentos e diretrizes estabelecidas pelas organizações para gerenciar e aplicar práticas de segurança de dados. Isso inclui a criação e aplicação de políticas e procedimentos de segurança de dados que definam o uso aceitável, privilégios de acesso, práticas de tratamento de dados e protocolos de resposta a incidentes. Os programas de treinamento e conscientização de funcionários educam os funcionários sobre as melhores práticas de segurança de dados, ameaças potenciais e suas funções e responsabilidades na proteção de informações confidenciais. Auditorias, avaliações e revisões de conformidade regulares garantem que as medidas de segurança de dados sejam efetivamente implementadas, monitoradas e mantidas para mitigar riscos e cumprir os requisitos regulatórios.

A implementação de uma combinação de medidas de segurança físicas, técnicas e administrativas permite que as organizações estabeleçam estruturas abrangentes de segurança de dados que protejam informações confidenciais contra acesso não autorizado, violações e vulnerabilidades ao longo de seu ciclo de vida.

Related Posts